Casa da Juventude

A Casa da Juventude da Diocese do Porto nasceu, fundamentalmente, do sentimento que a Igreja desta Diocese teve da situação dos jovens na hora actual, dos seus anseios e preocupações, dos múltiplos problemas que se lhe põem, tantas e tantas vezes, sem resposta; nasceu do sentimento que a mesma Igreja teve de que Cristo não ocupa, no coração do jovem, o lugar que deve ocupar o que lhe causa falta de sentido de vida, angústia, quando não desespero.

A Casa da Juventude da Diocese do Porto nasceu, fundamentalmente, do sentimento que a Igreja desta Diocese teve da situação dos jovens na hora actual, dos seus anseios e preocupações, dos múltiplos problemas que se lhe põem, tantas e tantas vezes, sem resposta; nasceu do sentimento que a mesma Igreja teve de que Cristo não ocupa, no coração do jovem, o lugar que deve ocupar o que lhe causa falta de sentido de vida, angústia, quando não desespero.

É Jesus quem buscais quando sonhais a felicidade; é Ele quem vos espera, quando nada do que encontrais vos satisfaz; Ele é a beleza que tanto vos atrai; é Ele quem vos provoca com aquela sede de radicalidade que não vos deixa ceder a compromissos; é Ele quem vos impele a depor as máscaras que tomam a vida falsa; é Ele quem vos lê no coração as decisões mais verdadeiras que outros quereriam sufocar.

É Jesus quem suscita em vós o desejo de fazer da vossa vida algo de grande, a vontade de seguir um ideal, a recusa de vos deixardes submergir pela mediocridade, a coragem de vos empenhardes, com humildade e perseverança, no aperfeiçoamento de vós próprios e da sociedade, tomando-a mais humana e fraterna.

REDESCOBRIR O CAMINHO DA FÉ...

Tempo de encontro com Jesus Cristo o único a oferecer o sentido que precisamos para viver a verdade sobre nós próprios. Meditações e conferências; acompanhamento pessoal; oração; Eucaristia e visita ao Santíssimo; Exame de consciência e Sacramento do Perdão; Leitura espiritual; Rosário, Via Sacra... Formação na fé a partir do Compêndio do Catecismo da igreja Católica. Sempre no 3º sábado de cada mês (o almoço precisa de marcação)

RETIROS

“Deixa um momento as tuas ocupações habituais, ó homem; entra um instante em ti mesmo, longe do tumulto dos teus pensamentos. Põe de parte os cuidados que te apoquentam e liberta-te agora das inquietações que te absorvem. Entrega-te uns momentos a Deus; descansa por algum tempo em sua presença.”